6 dicas para quarentena: mês de Junho - Busca Prof

Contrate

agora

dicas para quarentena

O que fazer durante o terceiro mês de isolamento?

O mês de junho chegou, nós permanecemos em nossas casas e dicas para quarentena são cada dia mais bem vindas. Antes, precisamos lembrar que cada cidade e estado possui uma política diferente para lidar com a quarentena, mas de modo geral, são poucos os locais de lazer abertos, as escolas ainda estão sem previsão da volta normalizada e com isso, nós vamos acumulando uma série de ansiedades pela falta de convívio e de liberdade.

É preciso lembrar e relembrar que esse isolamento tem um propósito importantíssimo: a preservação de vidas. Perdemos muitos brasileiros nesses últimos meses, de várias idades, de vários locais e sem distinção de gênero, classe, religião ou etnia. Enquanto não houver vacina ou um tratamento efetivo para todos, o isolamento ainda é o meio mais eficaz para protegermos quem amamos.

Sabemos que nada disso é fácil, mas para te ajudar a permanecer no isolamento de uma forma mais divertida, saudável e com algum contato social, ainda que com os de casa ou com os de fora via internet, nós trouxemos algumas dicas para quarentena se tornar um pouco mais divertida. Bora conferir?

Meninas na Ciência:

No livro de Paolo Rossi “O nascimento da ciência moderna na Europa”, vemos o autor narrar o surgimento da ciência durante o Renascimento com Leonardo da Vinci, passando por grandes nomes como Descartes, Bruno, Lineu, Leibniz, entre outros…todos homens.

Historicamente, os homens sempre tiveram mais acesso a educação, ao poder de compra para poder se equiparem e assim, investigarem assunto. Porém, quando as mulheres tentavam fazer algo parecido, eram tidas como bruxas. Com o passar do tempo a mulher foi conquistando seu espaço, mas ainda hoje é possível notar que apesar de sermos a maior parte da população mundial, a maioria das vagas dos cursos ligados a ciência são ocupadas por homens, assim como as vagas em empresas ou instituições relacionadas a área de exatas.

Por isso, existem vários movimentos para incentivar meninas e mulheres a se envolverem mais com as disciplinas que as ajude a conhecer um pouco mais sobre a pesquisa, de forma geral. Para isso, indicamos o curso online abaixo

” Meninas na ciência” é um curso de curta duração que tem como objetivo aproximar o mundo cientifico das meninas. Para isso, serão ministrados, de forma gratuita, aulas de ciências e matemática para meninas do 6° ao 9° ano, e como as participantes do projeto dizem: é um curso “de jovens para jovens”. INSCRIÇÕES ABERTAS: linktr.ee/CursoMC2

ciência por elas na quarentena

Festinha Junina, faça você mesmo:

Pescaria, cachorro quente, bandeirinha, quadrilha…que festa mais gostosa! Festa Junina, Festa Julina, Festa Caipira, Festa Country, Festa de São João…são vários os nomes dados para as comemorações que começam no fim do primeiro semestre.

Em cada estado ela é comemorada de um jeito. No Nordeste por exemplo, tem uma duração muito mais longa do que as festas em São Paulo. Antigamente, as festas sempre foram realizadas nas ruas e as quermesses nas igrejas, mas nas áreas mais urbanas, o local onde elas realmente acontecem são nas escolas que investem na dança, decoração, comidas típicas e brincadeiras.

Infelizmente, não poderemos comemorar em grupo, mas podemos preparar um festinha na nossa casa com a ajuda da Busca Prof. Para isso preparamos um e-book gratuito para você baixar, nele você receberá receitas práticas, desenhos para colorir, links para músicas típicas, além das dicas de como montar seu look sem gastar com roupas novas! https://buscaprofbrasil.com.br/ebook/Festa-Junina.pdf

Aprenda inglês:

aprender inglês na quarentena

Cinema, músicas, moda, tecnologia, ciência e notícias têm como idioma oficial o inglês. Quem nunca ficou na dúvida com palavras e/ou expressões como “haters”, brainstorm, B2C, B2E, case, deadlineou , “estou numa call”? A língua mais falada no mundo nem sempre atrai muitos fãs, mas ninguém pode negar que ela é necessária, além de ajudar no currículo.

Estudar uma língua exige disciplina e dedicação, é preciso que o estudante se comprometa a separar alguns minutos diários para consumir materiais de gramática ou de cultura, neste caso, da língua inglesa. Com o tempo, vamos nos acostumando a produzir novos sons, vamos aumentando nosso vocabulário, acostumando nossos ouvidos até o idioma se tornar natural.

Para iniciarmos um novo curso de idiomas, precisamos reconhecer as nossas necessidades e recursos disponíveis, por exemplo: se tenho apenas 1 hora por semana para estudar inglês, não adianta comprar 2 ou 3h semanais, porque gastarei dinheiro de forma desnecessária e ainda me sentirei frustrado de não utilizar todas as aulas compradas. Saber se seu rendimento é melhor individualmente ou em grupo, também ajuda a pedir orçamentos mais precisos e o mais importante: escolher profissionais qualificados! Por isso, a Busca já separou uma escola de inglês ideal para você!

Então que tal aproveitar a quarentena para se aprofundar mais no idioma mais falado no mundo? Aproveite o curso semi intensivo na English Wish com matrículas abertas até dia 10/06. Fale que foi indicado pelo Busca Prof e ganhe o material grátis!

Jogar Stop com a família:

Não sei como foi ou é a infância e adolescência de vocês, mas a minha sempre esteve recheada de jogos! O meu preferido sempre foi o Stop, amava aquelas categorias como CEP (cidade, estado ou país), animais, cores, frutas, carro e é claro, o clássico “minha sogra é…”. Esse jogo sempre rende boas risadas, pesquisas no Google e revela o “tipo” de cada jogador.

Sempre tem aquele mais competitivo que leva as regras a sério e não deixa nada passar; o tipo “espertão” que vive colocando nomes de músicas desconhecidas ou aplica o golpe “x de plástico” na categoria objetos para ganhar a qualquer custo; o tipo “brincalhão” que coloca nomes bizarros e garante que já teve um amigo na escola com esse nome ou solta um “coitada dessa sogra”.

Com a tecnologia o velho papel foi sendo substituído por sites e aplicativos, e quem diria que eles seriam tão úteis agora nesse período de isolamento. Com as salas de stop, você consegue convidar amigos e familiares para brincar cada um na sua casa, minha dica é jogar durante um chamada de voz, assim vocês interagem e fica bem divertido.

Nós indicamos um site chamado Stoppots no qual conseguimos juntar pessoas numa sala criada por você, com direito a ranking, cronômetro e adaptação dos temas. O jogo é grátis e pode ser acessado pelo site https://stopots.com.br/

Visite museus sem sair de casa:

Arte nem sempre é acessível. Na escola, temos no ciclo básico uma disciplina chamada educação artística que na maioria das vezes, se resume a seguinte atividade “façam um desenho com tema livre”. Depois, no ensino fundamental II e ensino médio, surgem algumas pesquisas para sermos avaliados no fim de cada bimestre ou trimestre, mas dificilmente encontramos professores que nos ensinam história da arte ou que nos colocam em contato com as diferentes linguagens artísticas.

Quando, ainda na infância, alimentamos gosto pela arte, outras dificuldades surgem e a pergunta mais comum é “como posso ter contato com a arte?”. Se optamos por livros ou música o caminho é mais fácil, mas quando optamos pelas artes plásticas, por exemplo, precisamos nos esforçar mais para entrarmos em contato com elas.

Uma boa opção para isso são os museus, porém existem alguns fatores que nos desestimulam como: longas filas, localização, valores, falta de compreensão acerca das obras expostas, etc.

Quer conhecer vários museus sem gastar nada? Passeie pelos principais museus do mundo como MIT, Städel, The British Museum, Pinacoteca de São Paulo, entre outros. Entre no site para conhecer mais opções: https://artsandculture.google.com/partner?hl=pt-BR

Estudar com a Busca Prof:

busca educação

Aprender pode ser uma forma interessante de passar o tempo. Estudar exige disciplina e ninguém nasce com todo conhecimento do mundo ou com um super foco, essas habilidades e gostos precisam ser treinados e amadurecidos com o tempo. São espécies de exercícios que nos ajudam a fortalecer a memória, o raciocínio lógico, nossa capacidade de concentração e a matar nossa curiosidade a respeito de vários assuntos.

Sei que muita gente tem uma má sensação quando a sugestão é estudar, pode ser que você tenha tido más experiências durante o seu período escolar. Talvez, você tenha tido professores pouco pacientes ou com pouca didática; ou tenha sofrido bullying; ou tenha baixa auto estima a ponto de acreditar não ser tão inteligente e por isso, prefere evitar momentos em que você expõe suas vulnerabilidades ou limitações.

Gosto muito de pensar que o conhecimento é um processo contínuo, ele começa quando nascemos e termina quando morremos, ou seja, sempre estamos aprendendo. Cada um é bom em uma área e sempre pedimos ajuda aos especialistas para termos sucessos naquele saber. Por exemplo, sempre que o assunto é comida, recorro sempre a minha mãe ou vó para pedir as melhores dicas; quando precisa de uma ajuda para entender um orçamento, falo com uma amiga que é administradora e sempre deixa o assunto mais claro.

Portanto,nunca é tarde para aprender e provavelmente, esse é o momento pra você aprender mais e ter toda ajuda que precisa para conquistar o seu sonho! Estudar te leva mais longe e nós podemos te ajudar a ir bem nas provas trimestrais, no vestibular, Enem, concursos públicos ou apenas realizar o sonho de aprender por prazer. Entre em contato conosco e conte com a nossa ajuda!


professor

Victória nasceu no litoral de São Paulo, mas é paulista de coração. É casada, petmamis e ama ler. Mestre em filosofia pela Unifesp, universidade na qual se graduou, hoje cursa letras clássicas na USP e trabalha na Busca Prof como diretora de comunicação.


No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *